Telefones : (17) 3237 - 2955 | (17) 99772 - 0811

ORPHEU (1992) – monólogo

ORPHEU (1992) – monólogo

Sinopse

Adaptação de dez poemas de Alberto Caerio – o poeta dos sentidos de Fernando Pessoa. A peça mostra a volta do poeta para casa e a seus poemas; o seu repensar a vida e a sua forma de escrever. A mensagem do poeta português traduz em linguagem épica e metafórica uma aspiração antiga do ser humano: o sentimento de que existe um mundo interior a ser descoberto.

Ficha Técnica

Texto: Fernando Pessoa/Heterônimo Alberto Caeiro
Adaptação: Jorge Vermelho
Direção: Beta Cunha

Elenco:
Jorge Vermelho

Figurino: Stella Carvalho
Desenho de Luz: Jorge Vermelho
Operação de Luz: Linaldo Telles
Cenografia: Beta Cunha
Sonoplastia: Jorge Vermelho
Contra-Regra: Linaldo Telles
Operador de Som: Marcelo Cruz
Maquiagem: Beta Cunha
Programação Visual: Jorge Vermelho
Produção: Cia Azul Celeste

20 de março de 2015